INSS Antecipa Perícias Médicas para Mais de 9 Mil Pessoas Aguardando Benefício (BPC)

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou a antecipação de perícias médicas para mais de 9 mil pessoas que aguardam a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) destinado a pessoas com deficiência. A medida visa reduzir a fila de espera, beneficiando aqueles que aguardam há mais de 100 dias pelo exame.

O processo de antecipação será comunicado aos beneficiários a partir da próxima segunda-feira (20) por meio do Meu INSS, e-mails e SMS enviados pelos números 29230, 27030 e 92716. Essa iniciativa faz parte do Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social (PEFPS), que tem como objetivo alinhar todos os agendamentos aos prazos legais estabelecidos.

Para verificar se o agendamento da perícia médica presencial foi antecipado, os beneficiários podem acessar o Meu INSS ou ligar gratuitamente para a Central 135, disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h. É fundamental que os segurados estejam atentos às comunicações para garantir a participação na avaliação médica.

No momento da perícia médica presencial, os beneficiários devem apresentar documentos como atestado médico, resultados de exames, laudos, receitas e outros que possam auxiliar o perito. Além disso, é necessário portar um documento de identificação com foto. O não comparecimento à perícia pode resultar na desistência ou indeferimento do pedido.

O resultado da perícia estará disponível online após as 21 horas do dia da realização do atendimento. Caso a informação não esteja disponível dentro desse prazo, os beneficiários podem entrar em contato com a Central 135 para obter mais detalhes.

Passo a Passo para Verificação:

  1. Acesse o Meu INSS.
  2. Clique em “Consultar Pedidos”.
  3. Selecione a opção “Detalhar”.

Atualmente, a fila de espera para o BPC conta com mais de 409 mil pessoas, de acordo com dados de setembro. Dentre esses, mais de 256 mil aguardam há mais de 45 dias, que é o tempo máximo estipulado.

O BPC é destinado a pessoas com deficiência que possuam renda familiar de até 1/4 do salário-mínimo per capita (R$ 330), calculada com base no Cadastro Único (CadÚnico). O benefício é no valor de um piso nacional, equivalente a R$ 1.320, não exigindo contribuição prévia ao INSS. Entretanto, não concede direito ao 13º salário e não é convertido em pensão por morte.

Manter os dados atualizados é crucial para agilizar serviços e benefícios previdenciários. Alterações no endereço, e-mail, número de telefone, nome ou atividade devem ser solicitadas por meio da Central de Atendimento telefônico 135 ou do site Meu INSS. Essa ação contribui para facilitar o contato do INSS quando necessário, garantindo uma comunicação eficiente entre o órgão e os beneficiários.